DANCINHA

sábado, 15 de dezembro de 2012

DILMA DÁ IBOPE


Dilma mantém Ibope 62%

Pesquisa CNI/Ibope divulgada nesta sexta-feira (14) demonstra que a popularidade do governo da presidente Dilma Rousseff mantém-se em alta. De acordo com o levantamento, 62% dos entrevistados avaliaram como ótimo e bom a condução do governo, mesmo percentual da pesquisa anterior, realizada em setembro. É o mais alto índice de aprovação desde que assumiu a presidência, em janeiro do ano passado. Para 29%, ela faz uma gestão regular, e 7% consideram que a administração é ruim ou péssima - mesmos números do levantamento de setembro. Os números do Ibope apontam que Dilma tem uma popularidade maior que seus dois antecessores no primeiro ano do governo. O ex-presidente Lula (PT) foi avaliado positivamente por 41% dos entrevistados em seu segundo ano do primeiro mandato; Fernando Henrique Cardoso (PSDB) foi elogiado por 47% no mesmo período. Dilma também tem mais confiança da população do que Lula e FH: 73% disseram confiar nela. Lula teve a demonstração de confiança de 63% em seu segundo ano do primeiro mandato, e FH, 60%. Apesar da crise financeira mundial e do crescimento baixo do país neste ano, a população está otimista quanto ao restante do governo da petista. Segundo o Ibope, 62% acreditam que os dois últimos anos de administração de Dilma serão ótimos ou bom; 25% vêm um futuro regular com ela, e 7% acham que será ruim ou péssimo. Em comparação ao governo do ex-presidente Lula, os entrevistados acreditam que a administração de Dilma é igual à do seu padrinho político: 59% manifestaram essa impressão; para 19%, ela é melhor e 21% consideraram pior. O modo de Dilma governar também agrada à maioria - 78% aprovam o jeito como ela conduz o governo; no levantamento anterior, eram 77%. Somente 17% desaprovam. A confiança na presidente também permanece elevada. Dos entrevistados, 73% revelaram confiança nela, e 22% não confiam. Saúde, impostos e segurança pública têm desaprovação maior O principal ponto positivo deste jeito Dilma de atuar está no combate à fome e à pobreza. O Ibope aferiu que 62% aprovam as políticas adotadas pelo governo nesse sentido, e 36% desconsideram. A principal crítica, por outro lado, é na gestão da saúde - 74% desaprovam o governo nesse quesito e somente 25% aprovam. Os impostos também são lembrados como um dos itens que a população desaprova no governo Dilma. De acordo com a pesquisa, 65% criticaram os impostos, e 30% aprovaram. Segurança pública também foi outro item bastante criticado: 68% não estão satisfeitos com a política para o setor e somente 30% aprovam a segurança pública. Para o gerente executivo de pesquisas da CNI, Renato da Fonseca, a citação a itens como saúde, segurança pública e educação é um reflexo, em grande parte, das eleições municipais, que discutiu esses temas. - As eleições municipais, ao trazerem o discurso para mais perto da população, podem ter contribuído para as variáveis saúde, segurança e educação - destacou ele.Embora o julgamento do mensalão não atinja diretamente a gestão da presidente Dilma, 23% dos entrevistados citaram o escândalo como o fato mais lembrado no noticiário; 14% citaram o anúncio da redução do custo de energia elétrica e 10% a operação Porto Seguro. O percentual dos que consideram as notícias recentes mais favoráveis ao governo caiu de 29% para 24%. O Ibope ouviu 2.002 eleitores em 142 municípios entre os dias 6 e 9 deste mês. A margem de erros é de dois pontos percentuais. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário