DANCINHA

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Uma corrente contra Guantánamo


Centenas de ativistas formaram ontem uma corrente humana que se estendeu da Casa Branca à Suprema Corte dos EUA, para protestar contra os dez anos de existência da prisão de Guantánamo, em Cuba - completados ontem -, apesar das reiteradas promessas de fechamento feitas pelo presidente Barack Obama. "Dez anos bastam", gritavam os manifestantes, em meio a uma chuva gelada, muitos vestidos com uniformes laranjas e sacos pretos na cabeça, símbolos do centro prisional americano em Cuba.

Mais cedo, em Bruxelas, o presidente dos EUA foi chamado a cumprir a sua promessa de campanha de fechar Guantánamo pela porta-voz da União Europeia, que considerou lamentável que ainda ocorra a detenção de prisioneiros na base naval americana na ilha caribenha. "É lamentável que prisioneiros estejam detidos sem terem sido processados pela Justiça", declarou Cecilia Malstrom. Um total de 779 passaram pelo campo de detenção na última década e apenas seis foram considerados culpados pelos tribunais militares.


CP 

Fonte da Imagem AQUI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário