DANCINHA

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

EUA E ISRAEL CONTRA O MUNDO

Fonte da imagem AQUI.

Cuba: embargo deve terminar


Medida foi exigida na Assembleia Geral da ONU


A Assembleia Geral da ONU exigiu ontem o fim do embargo comercial, econômico e financeiro imposto pelos EUA a Cuba desde 1962. O documento obteve apoio de 186 países. Apenas dois (EUA e Israel) se posicionaram contra. Além disso, foram registradas três abstenções. É a vigésima vez que o órgão condena o bloqueio americano.

"O dano econômico direto contra o povo cubano supera os 975 bilhões de dólares nos últimos 50 anos", disse o chanceler cubano, Bruno Rodríguez. O embaixador do Uruguai na ONU, José Luis Cancela, destacou que o embargo "é exemplo de políticas obsoletas". O representante dos EUA, Ron Godard, insistiu que o embargo é "uma questão bilateral". O bloqueio foi introduzido em resposta à expropriação de empresas americanas durante a Revolução Cubana, comandada pelos irmãos Fidel e Raúl Castro. Cuba não pode exportar ou importar livremente produtos e serviços para ou dos EUA, nem utilizar o dólar em suas transações. Em artigo, divulgado pela imprensa local, Fidel disse que o "sistema capitalista coloca em risco a sobrevivência do homem".


CP

Nenhum comentário:

Postar um comentário