DANCINHA

domingo, 4 de setembro de 2011

Em protesto contra governo italiano, vilarejo declara 'independência'

Filettino

David Willey
Da BBC News, Roma

Uma pequena cidade italiana com 550 habitantes declarou sua independência do país, autodenominou-se um principado, e começou a imprimir seu próprio dinheiro.

As autoridades de Filettino, a 100 quilômetros ao leste de Roma, estão protestando contra as medidas de cortes de gastos públicos adotadas pelo governo italiano.

Segundo as novas regras que visam cortar os custos com a burocracia das administrações locais, a cidade seria obrigada a se juntar com a vizinha Trevi.

O prefeito de Filettino, Luca Sellari, que perderia seu emprego com a fusão das duas prefeituras, foi o responsável pela ideia da independência.

Ele criou sua própria moeda, chamada Fiorito. As notas têm sua própria efígie no verso e já estão sendo usadas no comércio local ou compradas como suvenires por turistas que começaram a se amontoar por suas ruas normalmente pacatas.

O prefeito diz que há um grande entusiasmo sobre a declaração de independência do novo principado.

Protestos

A Itália foi obrigada a aprovar a toque de caixa uma série de medidas de austeridade para acalmar os mercados após ver o custo da rolagem de sua dívida pública se elevar diante das dúvidas dos mercados financeiros sobre a saúde da economia do país.

A nova norma para a abolição de pequenas prefeituras e suas incorporações por cidades maiores, no entanto, vem gerando tantos protestos que o governo do premiê Silvio Berlusconi pode se ver obrigado a rever a determinação.

Mas enquanto a discussão política prossegue, o novo Principado de Filettino, que já conta com seu próprio escudo e um site na internet, vem ganhando fama internacional repentina.

Na última semana, até mesmo uma equipe de TV russa esteve na cidade para gravar uma reportagem sobre a independência.

O prefeito Sellari observa que a Itália já foi no passado formada por dezenas de principados e ducados.

E ele argumenta: "Se a república de San Marino (Estado de 61 quilômetros quadrados incrustrado no território italiano) ainda consegue sobreviver, por que não Filettino?".


Nenhum comentário:

Postar um comentário