DANCINHA

terça-feira, 10 de maio de 2011

Acionistas defendem desativação de usinas nucleares

Riscos e gastos com processamento de resíduos seriam altos demais

por Redação Made in Japan

Acionistas de cinco empresas de fornecimento de energia elétrica do Japão defendem a desativação de suas respectivas usinas nucleares, diante da crise em Fukushima Daiichi. As informações são da NHK.

Cerca de 400 acionistas da Tokyo Electric Power Company (Tepco), operadora da usina de Fukushima, entregaram documentos afirmando a proposta. Situação semelhante aconteceu em pelo menos quatro outras empresas: Kansai, Chugoku, Kyushu e Tohoku Electric.

O argumento dos acionistas é que os riscos envolvidos na geração de energia nuclear são muito altos para que uma empresa se responsabilize individualmente. Além disso, caso a usina nuclear seja desativada, consequentemente, não haveria gastos com o processamento de combustível nuclear usado.

A proposta deverá ser analisada e colocada para votação na reunião anual de acionistas, que acontecem geralmente no fim de junho.

Na última sexta-feira, o Primeiro Ministro Naoto Kan afirmou que a Tepco deve ser responsabilizada pelos prejuízos, assim como o governo. A declaração foi em resposta a um texto legal que poderia ser interpretado de forma a isentar a empresa de pagar as indenizações, sob a alegação de que os eventos em Fukushima Daiichi foram causados por força maior.

Segundo o jornal Asahi, o governo estuda a criação de uma agência especial para garantir que o pagamento das indenizações (estimadas na casa dos trilhões de ienes) aconteça da melhor forma possível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário