quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Kátia Motosserra

Senadora Kátia Abreu ganha "motosserra de ouro" do Greenpeace

Ruralista recusou o "prêmio" concedido a pessoas consideradas inimigas do meio ambiente

A presidente da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), senadora Kátia Abreu (DEM), que lidera uma iniciativa no Congresso brasileiro que, segundo ambientalistas aumentará o desmatamento no País, foi premiada esta quarta-feira, em Cancún, com a "motosserra de ouro". O prêmio é concedido pela organização Greenpeace a inimigos do meio ambiente.

Uma líder indígena amazônica entregou a motosserra de ouro a Abreu, "por sua defesa ferrenha de mudanças no Código Florestal, em prol de mais desmatamentos no Brasil", informou o Greenpeace. A líder indígena levou a réplica de uma motosserra dourada ao hotel em que Abreu está hospedada em Cancún, sul do México. A senadora, que recusou o prêmio, participou de vários eventos paralelos da Cúpula do Clima da ONU (COP16), celebrada no balneário mexicano.

"A condecoração serviu para lembrar aos ruralistas defensores do relatório do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), que prevê alterações na lei, que essa proposta representa uma grave ameaça ao ambiente", destacou nota oficial do grupo. A reforma do Código Florestal, que tramita no Congresso e flexibilizará a proteção das florestas brasileiras, comprometeria o cumprimento dos compromissos assumidos pelo Brasil de cortar o desmatamento na Amazônia em 80% até 2020.

Poderá, ainda, deixar sem proteção uma área muito maior que a França, denunciou em novembro o Observatório do Clima, rede que abriga as principais organizações ambientalistas brasileiras. Abreu defende que esta lei - que poderá ser aprovada nos próximos dias - apenas regularizará a propriedade de terra dos agricultores.

Fonte: Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário