DANCINHA

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Israel apreende iate de ativistas judeus que tentava ir à Gaza

JERUSALÉM, 28 de setembro (Reuters) - A Marinha israelense abordou nesta terça-feira um iate no mar Mediterrâneo para impedir que um pequeno grupo de ativistas judeus chegasse à Faixa de Gaza para protestar contra o bloqueio de Israel ao enclave palestino.


Um comunicado militar informou que a embarcação Irene, de bandeira britânica, foi apreendida sem incidentes perto do litoral de Gaza, dentro da área de 20 milhas náuticas que Israel define como águas territoriais de Gaza. O iate foi levado para o porto israelense de Ashdod.

O grupo de nove ativistas -- de Israel, Grã-Bretanha, Alemanha e Estados Unidos -- tinha partido de Chipre no domingo com o objetivo de desafiar o bloqueio de Israel contra Gaza e mostrar o sofrimento dos palestinos que vivem no território.

Israel considerou a ação como provocativa.

O porta-voz das Forças de Defesa de Israel (IDF na sigla em inglês), Avi Benayahu, deplorou o fato das "forças navais e tropas tem de ser desviadas de sua principal missão" para "uma tarefa surreal" de interceptar um navio com ativistas.

"A intenção dele foi inteiramente de chamar atenção da mídia. Esta questão é especialmente lamentável já que estamos falando de um grupo de judeus e de cidadãos israelenses e mesmo de alguém que usou um uniforme de oficial da IDF", disse o porta-voz.

Ele aparentemente se referiu ao ativista Yonatan Shapira, um ex-piloto da IDF e agora membro do grupo Combatants of Peace.

A política de Israel para Gaza foi alvo de duras críticas em maio, depois que forças israelenses mataram nove ativistas turcos que estavam num navio, parte de uma frota de seis embarcações que tentavam chegar ao território palestino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário