DANCINHA

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

TESE ESDRÚXULA (MAIS UMA)

Magritte:

Com o título "Desenvolvimento rápido 'cria oportunidades' para corrupção no país" a BBC Brasil publicou hoje artigo com tese de que "o rápido crescimento do Brasil nos últimos, somado a instituições que não acompanham esse movimento, cria “novas oportunidades” para a corrupção no país, segundo Stuart Gilman, cientista político e consultor das Nações Unidas no combate à corrupção."

Fica praticamente explícito, no texto, que o ideal seria que o país não crescesse rapidamente para não abrir novas oportunidades de corrupção.

Para os amantes da lógica, está aí um claríssimo caso de sofisma.

Sofisma, segundo a Wikipedia, "(do grego antigo σόϕισμα -ατος, derivado de σοϕίξεσϑαι "fazer raciocínios capciosos") em filosofia, é um raciocínio aparentemente válido, mas inconclusivo, pois é contrário às próprias leis. Também são considerados sofismas os raciocínios que partem de premissas verdadeiras ou verossímeis, mas que são concluídos de uma forma inadmissível ou absurda. Por definição, o sofisma tem o objetivo de dissimular uma ilusão de verdade, apresentado-a sob esquemas que aparentam seguir as regras da lógica.

É um conceito que remete à ideia de falácia, sem ser necessariamente um sinônimo.

Historicamente o termo sofista, no primeiro e mais comum significado, é equivalente ao paralogismo matemático, que é uma demonstração aparentemente rigorosa que, todavia, conduz a um resultado nitidamente absurdo. Atualmente, no uso freqüente e do senso comum, sofisma é qualquer raciocínio caviloso ou falso, mas que se apresenta com coerência e que tem por objetivo induzir outros indivíduos ao erro mediante ações de má-fé."

Leia a reportagem AQUI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário