DANCINHA

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Os novos homens japoneses


Chamados de homens herbívoros, jovens estão cada vez menos preocupados com mulheres, dinheiro e bens materiais

Redação Made in Japan

O conceito de masculinidade está mudando no Japão. Até há pouco tempo, o estereótipo de macho era aquele que corria atrás de mulheres, bebia com colegas de trabalho, comprava bons carros e assistia a jogos esportivos na televisão. Hoje, é cada vez mais comum o tipo de homem, na faixa dos 20 e poucos anos, que gosta de passar tempo com a família e está menos preocupado com dinheiro, sexo e bens materiais ostensivos.

Esse novo tipo de macho recebeu até nome, cunhado pela escritora e colunista Maki Fukasawa: homem herbívoro. De acordo com uma pesquisa recente da empresa de consultoria Media Shakers, 60% dos jovens japoneses com pouco mais de 20 anos consideram-se homens herbívoros, enquanto 42% daqueles entre os 23 e 34 anos também identificam-se com a definição.

Fukasawa argumenta que essa nova geração de homens passivos rebela-se contra a geração da década de 80, período de prosperidade econômica no arquipélago. Os valores ligados aos bens materiais foram substituídos pelo desejo de ter uma vida menos competitiva e com menos pressão.

Os homens herbívoros não aceitam viver de acordo com as expectativas de outras pessoas. Eles tendem a passar mais tempo com a família ou sozinhos, preferem comprar itens para decorar a casa a adquirir um carro novo e, apesar de serem heterossexuais, não estão muito preocupados em conquistar mulheres. Muitos passam tanto tempo jogando videogame que preferem garotas virtuais ao contato físico real.

O crescente número de homens herbívoros no Japão é motivo de preocupação para alguns, pois pode agravar dois problemas importantes: a baixa taxa de natalidade, uma vez que os jovens estão cada vez menos interessados em sexo, e o desaquecimento da economia, já que eles compram menos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário