DANCINHA

sábado, 3 de outubro de 2009

Fazendo um brinde à cerveja


Correio do Povo

Apreciadores de uma boa ''loira gelada'' podem comemorar e curtir o próximo verão na companhia dela com a consciência mais leve. Pesquisas recentes, realizadas em institutos de vários países, afirmam que a cerveja faz bem à saúde. Uma das bebidas mais consumidas do planeta, ela estaria associada a um risco 30% menor de contrair a doença de Parkinson, e também proporcionaria melhoria nos estados de ansiedade e depressão. Segundo a Enciclopédia Larousse da Cerveja, até a resistência contra infecções é aumentada com o consumo dela. Também é um alimento seguro do ponto de vista sanitário, pela ausência de micro-organismos patogênicos. Por ser uma bebida alcoólica, no entanto, exige parcimônia na ingestão; é importante conhecer bem suas propriedades para usufruir dos benefícios de forma responsável e segura.
De acordo com o Scientific Institute for Public Health Louis Pasteur, da Bélgica, cerveja e obesidade não se relacionam; em pesquisa com grupo controlado por um ano, o subgrupo dos bebedores de cerveja era menos obeso que o dos abstêmios. É necessário, porém, prestar muita atenção aos petiscos consumidos com a bebida, normalmente muito calóricos. Nutritiva, a cerveja tem lúpulo – sedativo suave e estimulante do apetite –, ácido fosfórico, benéfico para a pele; vitaminas do complexo B; ácido fólico; polifenóis; além de ter pronunciado efeito diurético.
Segundo o professor de Fisiologia do Exercício da Universidade de Barcelona, Juan Ramon Cairo, o consumo frequente não deve ultrapassar duas a três latas para homens e uma a duas latas para mulheres, ao dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário